16 de out de 2011

Investimento em trade marketing é diferencial competitivo no setor farmacêutico

Cliente espera que o ponto de venda (PDV) seja capaz de surpreender e interagir com as suas necessidades. Por isso, planejar corretamente as ações de comunicação nesses espaços é fundamental para garantir bons resultados e alavancar as vendas .
Segundo uma pesquisa da GS&MD, que avaliou a expectativa do consumidor em relação ao ponto de venda (PDV), dos 407 entrevistados, 15% gostariam que farmácias e drogarias oferecessem serviços personalizados, ligados a saúde e bem-estar. “O resultado mostra como a relação do consumidor com o PDV vem passando por mudanças significativas. Hoje com diferentes canais de compra à disposição, como o delivery e o e-commerce, o cliente espera que esse espaço seja capaz de surpreender e interagir com suas necessidades”, explica a diretora Injoy Blend, consultoria de marketing em saúde, Danieli Junco.
E é justamente para atender a essa expectativa dos consumidores que o varejo e a indústria farmacêutica precisam investir em trade marketing. A especialista explica que o trade marketing, ou seja, as estratégias de comunicação e relacionamento adotadas no PDV são fundamentais para garantir e aumentar os lucros. “São medidas que aliadas a boa gestão do empreendimento estabelecem um importante diferencial competitivo que implica, sobretudo, na satisfação do cliente”, diz.
Ainda de acordo com a consultora, com a nova formatação das farmácias e drogarias, que além de medicamentos trabalham com itens de beleza, o trade é a ferramenta ideal para diversificar as ações dentro das lojas.
Para o varejo, continua a executiva, a atenção deve ser não apenas com a apresentação do produto, mas também com o canal, o mix, o preço e a gestão do estoque. “Além disso, o farmacêutico e sua equipe precisam estar prontos para detalhar as características dos itens comercializados e apontar novidades”.
Daniela reforça ainda o papel da indústria para as boas práticas no PDV. “De nada adianta um apelo de mídia e um excelente espaço no ponto de venda se o produto não estiver acessível para o consumidor. O canal de distribuição deve ser ponto constante de atenção do gerente de produto do laboratório para que não exista ruptura na oferta. No canal farma, por exemplo, 30% das decisões de compra acontecem no PDV”, acrescenta.
A diretora da Injoy Blend destaca a importância de uma ação conjunta entre varejo e indústria de trade marketing para alavancar as vendas e garantir maior rentabilidade ao negócio. “É um interesse comum e que exige esforço de ambas as partes. Por isso, quanto maior a integração melhor o resultado”, resume Danieli Junco.

Fonte: Portal Fator Brasil
Publicado: 14-Out-11

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...